Roteiro Estrada Real

Publicado em 8 de Abril de 2020 às 18:10


Roteiro Estrada Real

Dicas de passeios até São João del Rei partindo de Paraty - RJ

Estrada Real

A Estrada Real é o percurso de 710 km, na época do Brasil Colônia, em que se utilizavam para recolher os impostos para a Coroa Portuguesa e também levavam e traziam suas mercadorias, em sua grande maioria esse trajeto era percorrido pelo estado de Minas Gerais.

O Caminho Velho foi a primeira via aberta oficialmente pela Coroa Portuguesa para ligar o litoral fluminense à região produtora de ouro no interior de Minas Gerais. Na época, no século 17, o percurso de 710 km levava 60 dias para ser percorrido a cavalo por tropeiros que levavam e traziam mercadorias do porto de Paraty a Ouro Preto, então capital de Minas Gerais.

Hoje ele pode ser feito em 15 dias de bicicleta, 48 dias de caminhada, 08 dias de carro ou 24 dias a cavalo – isso feito de uma vez, sem contar o tempo de descanso e curtição de cada uma das paradas. Dos 710 km do Caminho Velho, apenas 11,5% é em estrada asfaltada, sendo que a maioria, 82,5%, é estrada de terra – 6% do trecho podem ser percorridos por trilhas pelas montanhas (mas também há estradas).

Locais Sugeridos:

Paraty

Começaremos o trajeto da Estrada Real – Caminho Velho com suas casas históricas, com belas pousadas e restaurantes, além de poder passear por ruas de pedras irregulares, tem o Museu Forte Defensor Perpétuo e a FLIP ( Festa Literária Internacional de Paraty ) , r ealizada desde 2003 e que cresce a cada ano.

Guaratinguetá

Terra do primeiro Santo Católico brasileiro, Frei Galvão, lá você encontra Igrejas, mosteiros e capelas do século XVI e possui também aos interessados o turismo ecológico.

Passa Quatro

Nos últimos anos, tem se constituído como polo de atração para o ecoturismo e o turismo rural . Em seu território se encontram diversas atrações turísticas como montanhas, cachoeiras e também passeios ciclísticos. Encontram-se doces e bebidas que despertam o aspecto gastronômico aos turistas que apreciam a culinária mineira.

Itamonte

Cortado pela Serra da Mantiqueira , onde se encontram alguns dos pontos mais altos da região, destaca-se a Pedra do Sino de Itatiaia , no Parque Nacional de Itatiaia , e a Pedra do Picu, além de cachoeiras. Apesar de pequena, a cidade abrange dois importantes parques: o Parque Nacional de Itatiaia e o Parque Estadual da Serra do Papagaio.

São Lourenço

Possui uma das mais importantes estâncias hidrominerais do Brasil com suas águas relaxantes e medicinais, além de suas produções de doces. Situada no Circuito da Águas, tem opções de pousadas mais simples até verdadeiros complexos de lazer. As propriedades minerais das águas são usadas para trazer alívio e bem-estar aos visitantes.

Caxambu

Rica em águas minerais, gasosas e medicinais, com a maior variedade de águas minerais medicinais com 12 fontes naturais.

Alagoa

Conhecida como a Terra do Queijo Parmesão, tendo seu clima e topografia fatores determinantes no diferencial do sabor dos queijos, possui ruas estreitas para que o turista curta esta cidade cheia de encantos.

Aiuruoca

Típica cidade do sul de Minas, no qual se destaca o ecoturismo com diversas cachoeiras, poços, mirantes e trilhas. Existe também uma colônia hippie que se entra somente com permissão de seu líder.

Cruzília

A origem do nome da cidade deve-se a sua localização próxima a uma encruzilhada. Caminho por onde passavam bandeirantes, garimpeiros e tropeiros. Conhecida também por suas fazendas, e excelente produção de queijos finos.

São Tomé das Letras

Nesta cidade além de charmosa com estilo rústico e construções de pedra, também se encontra cachoeiras, e apresenta um clima místico, um estilo alternativo, onde os moradores usam roupas hippies. *Dica do Vou Pra Minas: O por do sol na pirâmide é inesquecível!

Carrancas

Cidade conhecida por suas cachoeiras, Carrancas está situada no sul de Minas Gerais, com cachoeiras, escorregador natural e grutas.

São João del-Rei:

Conhecida como a Cidade da Música e Cidade onde os sinos falam é uma cidade com características diferenciadas das demais cidades históricas de Minas Gerais, devido a sua situação econômica desde o Brasil Colônia com arquitetura barroca mesclada a modernidade. Cidade natal de Joaquim José da Silva Xavier (nosso alferes Tiradentes), de Francisca de Paula de Jesus (beata Nhá Chica), nascida no distrito de Rio das Mortes, onde recentemente se descobriu o que pode ser a Pia batismal onde Nhá Chica foi batizada e do Presidente da República que promoveu Movimento das Diretas Já , ato esse liderado por Tancredo de Almeida Neves .

Locais a serem visitados : Igrejas centenárias, Museu da FEB, Memorial Presidente Tancredo Neves, Rua Santo Antônio com suas casas tortas, Museu Regional e Museu de Arte Sacra onde o Cristo da Flagelação ou da Coluna (no qual se encontra a única obra de Aleijadinho), Centro Cultural da UFSJ, antiga Rua da Zona, Orquestra
Ribeiro Bastos, desde 1790 e Orquestra Lira Sanjoanense fundada em 1776 .

Temos um roteiro especial com dicas do que fazer na cidade. Confira: https://voupraminas.com.br/o-que-fazer/locais-a-visitar-em-sao-joao-del-rei/

Esperamos que tenha gostado desse post, e já esteja de malas prontas, e não se esqueça de nos mandar seu registro nos contando como foi sua experiência. Ative também as notificações para não perder nenhuma dica e cupons de descontos. Eu VOU PRA MINAS e você?

As imagens contidas nesse roteiro foram extraídas da Internet. As fotos da cidade de São João del Rei são de autoria dos fotógrafos Paulo Cesar e Matheus Freitas.

Texto por: Aridelson Resende